Parece que esse caso não vai acabar tão cedo

Dias depois de denunciar à polícia que foi estuprada pelo rapper Nelly, a norte-americana Karen Koehler disse que vem sendo intimidada por ele.

De acordo com a vítima, a defesa do músico passou dos limites ao alegar que, ao denunciá-lo, ela estava apenas “atrás de dinheiro, fama e notoriedade”. Segundo a garota, ela conheceu o rapper em uma casa noturna depois de uma apresentação dele no último sábado. No local, ela e suas amigas foram convidadas para ir a uma outra festa e entraram no ônibus de turnê da equipe para pegar uma carona. Dentro do veículo, ele tentou ter relações sexuais com a jovem, que resistiu e disse que não queria. Neste momento, ele a mandou “calar a boca” e a estuprou sem preservativos. O advogado do músico alegou inocência. Nelly foi liberado pouco depois da detenção para aguardar investigação. Em publicações nas redes sociais, ele se disse "chocado" e reforçou ser "completamente inocente".

Nelly Rapper Karen Koehler

Fonte: SOFTNEWS

Comentários

comentários por Disqus