Por que sardinha é um dos melhores alimentos que você pode consumir

Apesar de ser bem mais acessível que o salmão e diversos outros tipos de peixes, a sardinha é um poderoso alimento que deve estar sempre presente no seu cardápio.

Além de ajudar na saúde cardiovascular, a sardinha promove desenvolvimento cerebral e dos ossos e contribui até mesmo para o combate à depressão.

Benefícios da sardinha para a saúde

Um dos principais benefícios para a saúde do alimento é sua concentração de ácido graxo ômega 3, uma gordura boa que, por não ser produzida pelo organismo, necessita ser ingerida por meio da alimentação. A sardinha possui níveis melhores da substância do que o próprio salmão.

O peixe também é rico em vitamina D, que previne depressão e auxilia no desenvolvimento ósseo, no sistema imunológico e no metabolismo. Com elevados níveis de proteína, a sardinha garante saciedade, afasta o apetite exagerado e, consequentemente, contribui para o emagrecimento.

Poucos peixes são tão indicados para a saúde óssea quanto a sardinha. Isso porque, além da presença da vitamina D, o peixe ainda é boa fonte de cálcio, que fortalece os ossos e previne a osteoporose. Para se ter uma ideia, uma única lata de sardinha possui a mesma quantidade de cálcio de um copo de leite.

Sardinha: como escolher e consumir o peixe

Fazer uma boa escolha na feira ou no mercado é essencial para garantir todos os nutrientes da sardinha. O primeiro passo é verificar se as brânquias (camadas ao lado da cabeça do peixe) ainda estão vermelhas e se os olhos estão brilhantes. Além disso, analise o odor: o peixe não deve ter cheiro rançoso, que indica que processo de decomposição.

Para manter as propriedades da sardinha, não é recomendável fritar o peixe. O ideal é que seja consumido assado ou cozinho, como acompanhamento das refeições, sanduíches, sopas ou refogados. Se precisar apostar na versão enlatada, opte pela sardinha mantida em óleo vegetal, com maior presença de ômega-3. A gordura, porém, deve ser descartada no preparo.

Sardinha Alimentos Peixes

Fonte: MSN/SAÚDE

Comentários

comentários por Disqus